Aprender hoje, para além da escola 🚀

Há mais de uma década, David Perkins (2009), professor da Faculdade de Educação da Universidade de Harvard, discutia aprendizagens significativas para além da escola. Perkins elencou habilidades, tais como compreender problemas multidimensionais, selecionar informações relevantes, colaborar, usar diferentes línguas e linguagens, desenvolver equilíbrio socioemocional e gestão de complexidade.

Hoje, mais que nunca, as ideias de Perkins continuam atualizadas e provocam escolas a criarem estruturas e práticas necessárias ao aprendiz do futuro. Para que que isso seja feito na prática, o foco do planejamento deve ser quem(o aluno), como (com quais contextos, meios e recursos) e para quê (qual o propósito), buscando sempre a integração de aspectos cognitivos, emocionais e culturais.

A atual pandemia do Coronavírus, que vem mobilizando escolas e famílias a se reestruturarem com uma agilidade ímpar, oferece um contexto relevante para novas problematizações e oportunidades de aprendizagem. Pais e alunos se viram, em poucos dias, aprendendo a gerenciar rotinas escolares à distância, tarefas de casa, divisão de responsabilidades e cuidados com o outro.

Acompanhamos imagens e vídeos sobre a importância de uma boa higiene, de lavar as mãos cuidadosamente e com frequência. Nos emocionamos com manifestações de solidariedade para com os mais velhos ou menos afortunados, por meio de gestos simples e possíveis. Na Sphere, os professores também conectam esses momentos aos projetos e às novas práticas de aprendizagem em casa.

Como funciona a tecnologia educacional na prática

A aprendizagem em ação faz parte do currículo desde os anos iniciais. É o que permite que professores e  alunos sejam criativos e agentes de mudança em suas casas, no ambiente escolar ou na comunidade, colocando seus novos conhecimentos e habilidades em ação e a serviço do bem comum.

Com o advento da pandemia do COVID - 19 e a dificuldade de acesso aos equipamentos de proteção individual pelos profissionais de saúde, a aluna Sofia, do Y7 propôs criarmos algumas Face Shields - Máscaras de proteção - na escola e entregar aos profissionais de saúde do Hospital Municipal de São José dos Campos.

Douglas Vilela

Para este processo, foi utilizado o Design Lab que conta com os materiais necessários para a confecção das Face Shields – Impressora 3D, tesoura, elásticos e ferramentas manuais. A escola adquiriu o Acetato, material específico para proteção da máscara.

A partir disso foram produzidos na Impressora 3D as bases das máscara. 

O processo realizado foi dividido entre os  professores de Design,  Inglês e Science,  que cortaram o acetato e conectaram a base das Face Shields, enquanto a aluna acompanhava a produção virtualmente. 

Em parceria com a nossa comunidade, entendemos a importância do engajamento social, tanto como ação solidária, quanto oportunidade de aprendizagem para nossos alunos. Por esse motivo, disseminamos a campanha ‘Acolha uma Família’, destinada a famílias em situação de vulnerabilidade, por meio do projeto Bem Me Quer.

Daisy Gava

Em Making Learning Whole: How Seven Principles of Teaching Can Transform Education, Perkins (2009) diz a seus leitores que muitas aprendizagens ocorrem quase como “emboscadas”, quando menos esperamos, pois, muitas vezes, as aprendizagens mais poderosas acontecem em situações cotidianas e naturalmente contextualizadas. O momento atual é justamente assim, impõe limites, mas também permite olhar atentamente, escutar, questionar, surpreender-se, experimentar e resolver problemas reais, que dependem do engajamento de cada um para serem positivamente transformados.

.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

One Response

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *